Como é uma cesariana (parto cesárea)? Entenda mais sobre parto cesárea, quando é indicado, seus benefícios e riscos e respostas às suas principais dúvidas

O que é cesariana?

Cesariana ou parto cesárea é uma forma de nascimento de bebês por via cirúrgica, normalmente indicada quando há risco para realização de um parto normal.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) a cesariana é uma intervenção efetiva para salvar a vida de mães e bebês quando indicada por motivos médicos.A OMS considera normal uma taxa de nascimento por cesariana entre 10% e 15%.

Quando a cesariana é indicada?

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) cesariana é recomendada ao invés de parto normal nas seguintes situações, por diminuir a morbi-mortalidade materna e fetal:

  • Desproporção céfalo-pélvica intraparto (desproporção observada intraparto entre tamanho da cabeça fetal e da pelve materna)
  • Duas ou mais cesáreas anteriores
  • Posição fetal não usual (não cefálico – “cabeça para baixo”): sentado ou atravessado
  • Placenta prévia: placenta se encontra na frente do bebê e ela não pode nascer antes dele
  • Prolapso de cordão umbilical ( situação rara, ocorre em < 1% das gestações, onde após o rompimento da bolsa, o cordão umbilical é expelido para fora do colo do útero, antes do nascimento do bebê)
  • Herpes genital com lesão ativa
  • Vasa prévia - uma anomalia rara de inserção do funículo umbilical na placenta, na qual há vasos fetais cruzando ou atravessando em proximidade com o orifício do colo uterino. Estes vasos possuem riscos de ruptura quando suas membranas de suporte rompem, causam hemorragia materno-fetal e uma cesárea de emergência é realizada.
ilustração gravidez 1

Você tem vontade de saber como funciona o acompanhamento pré-natal e parto com uma equipe que respeita seu protagonismo, suas decisões e trabalha de forma integrada, olhando de forma sistêmica pra você?

Agendar uma consulta

Como é feita uma cesariana?

ilustração gravidez 2

Parto cesárea pode ser feito com agendamento prévio ou sem agendamento prévio, esperando a mãe entrar em trabalho de parto. Se não houver qualquer contraindicação médica, pode ser interessante esperar entrar em trabalho de parto para realizar a cesariana, podendo assim colher benefícios do trabalho de parto como uma descida de leite mais rápida para a amamentação por exemplo

A anestesia para cesariana geralmente é a raquidiana, aplicada na lombar entre as vértebras e, normalmente, com a mãe já dentro do centro cirúrgico. Apesar de um pouco de incômodo, tende a ser um procedimento rápido. A raquianestesia bloqueia a sensibilidade dolorosa e motora, assim, a paciente não sente dor durante o procedimento e também não consegue se movimentar da cintura para baixo (situação que pode ser um pouco esquisita!) Assim, após a anestesia, é colocada uma sonda vesical na uretra, para evitar a retenção de urina.

Depois, uma limpeza da barriga é realizada e são colocados campos cirúrgicos em volta do local onde será feita a abertura da pele, para manter o procedimento estéril. A incisão de uma cesariana normalmente tem cerca de 12cm e o médico cortará a pele e as camadas de tecido abaixo dela (são 5) até o acesso ao útero, onde é realizada a incisão pela qual o bebê será retirado. Após a saída do bebê é retirada a placenta e feita uma sutura em cada camada aberta na cirurgia.

Normalmente o parto cesárea é rápido e todas essas etapas acontecem em cerca de 60 minutos.

Fazendo cesariana posso receber meu bebê assim que ele nascer?
O ideal é que, se mãe e bebê estiverem bem, o bebê seja entregue à mãe para primeiro contato e amamentação imediatamente, mesmo em um parto cesariana.

Converse com sua equipe de parto sobre seu desejo!

Você tem vontade de saber como funciona o acompanhamento pré-natal e parto com uma equipe que respeita seu protagonismo, suas decisões e trabalha de forma integrada, olhando de forma sistêmica pra você?

Agendar uma consulta

Como é a recuperação de uma cesariana?

Depois do parto cesárea a mãe normalmente fica de 2 a 4 horas em recuperação, normalmente em uma sala pós-anestésica, para se recuperar dos efeitos da anestesia. A sonda da bexiga colocada durante a cirurgia é retirada cerca de 8 horas depois, momento que a paciente já se recuperou da cirurgia e consegue se levantar sozinha. A mãe permanece internada no hospital, junto com seu bebê, por 48h a 72h após o parto.

Dor ou desconforto após a cesariana dependem muito de cada mulher em sua intensidade e duração, mas normalmente em até 2 semanas após o parto os principais sintomas e incômodos gerados pela cirurgia cessam.

ilustração gravidez 3

Quais são os riscos de uma cesariana?

Por ser uma cirurgia, a cesariana apresenta alguns riscos para a mãe como embolia pulmonar, hemorragias, infecções, trombose, aderência de alças intestinais e bexiga no útero, lesões na bexiga durante o procedimento também podem ocorrer.

Para o bebê os principais riscos de uma cesariana se apresentam quando a cirurgia é feita antes de completar o termo (37 semanas) e normalmente fora de trabalho de parto, o que pode aumentar problemas respiratórios e disfunções do aparelho digestório, entre outros possíveis problemas.

Posso escolher fazer uma cesariana?

Você como mãe deve sempre ter o poder de escolha. O mais importante é estar munida de informações atualizadas e de qualidade, dadas por profissionais de confiança, entendendo os riscos e benefícios de cada caminho, para fazer a escolha que mais faz sentido para você.

O Conselho Federal de Medicina tem uma resolução que diz que se a mulher optar por um parto cesárea deve assinar um termo de consentimento livre e esclarecido registrando a opção, e que cesáreas eletivas por desejo materno aconteçam só a partir da 39ª semana de gestação, para evitar problemas de não-maturidade do bebê.

Nós usamos cookies para melhorar sua experiência de navegação. Ao continuar usando nosso site, você aceita nossa  política de cookies.